quantos estao lendo agora

gostou? recomende


quarta-feira, 20 de maio de 2009

Recado aos Sobreviventes e Amigos


Chegou e-mail tão lindo que deu vontade de compartilhar com todos vocês, participantes ou visitantes desta página.

Por ser longo, em vez de disponibilizar entre os comentários, transcrevo aqui.
São importantes as palavras de incentivo. Por isso, pedimos a todos leitores que nos escrevam sempre, do modo que for mais fácil: em forma de comentário, em e-mail para o grupo ou para um dos participantes!

===========================

Li os depoimentos dos Sobreviventes do AVC. Aliás, reli. Engasguei nos meus pensamentos. Percorri alguns corredores de hospitais diferentes, visitei vários pacientes, como meu pai, minha mãe, minha tia, e amigos de longa data e amigos de situações breves, mas muito significativas. Vivenciei um pouquinho daquela primeira noite no hospital, a seu lado e ao da Paulinha, em fevereiro de 2007.

Sim, vocês, pacientes, família e cuidadores, são heroicos sobreviventes. São pesadelos comuns, que foram encarados com coragem e, assim, superados. Ainda que a luta não dê trégua, vocês, sobreviventes, vão se solidarizando, se apoiando e vencendo cada etapa. Como a Bete já experimentou e constatou que ninguém pode esmorecer, mas, antes, deve continuar a lutar, mas lutar sem pressa, com calma. Seu nariz, com cinco pontos, se não me engano, é o exemplo disso.

Suely, que bom que você encontrou pessoas fortes, fervorosas, que transformam o sofrimento em dádivas. Se a Ju estivesse por aqui, certamente diria pra quem está desanimado: "Vai lá na página dos sobreviventes do avc, que você, ou fica humilhado por ter a oportunidade de sair a qualquer hora do dia porque não tem de ficar 'de prontidão' ao lado de seu marido, esposa, pai, filho, ou fica agradecido por ter saúde ou fica envergonhado de ter chorado tanto por uma pessoa, enquanto há milhares carecendo de um sorriso, de carinho, de uma cama hospitalar, de uma palavra amiga."

Ao ler o depoimento da professora Elaine, filha única de também pai filho único, advinha: Pensei tanto em meu pai, que, numa noite mágica no hospital, me dizia que tudo que sentia "era por Deus"... "que maravilha, isso é por Deus, filha", dizia esfregando as pernas. Era o início da despedida.

Desculpa, Suely. Comecei a escrever com o propósito de agradecer a lição de perseverança, da incansável luta por melhor qualidade de vida que você faz para oferecer ao Paulo e a experiência de seus novos amigos, e acabei por falar de mim. Entenda, vocês me comovem. Quando li, pela primeira vez, os depoimentos fiquei tão pequena que não me arrisquei nem a dizer a você que havia visitado a página.

Li partes da campanha espiritual da Bete. Resultado: fui ficando cada vez mais leve. Aí resolvi escrever pra você. Gostaria de deixar um recadinho na página dos sobreviventes do avc, mas a insegurança me impediu. Sem querer, a minha melhora é prova de que vocês , sobreviventes do avc, fazem a grande diferença na vida das pessoas.
Obrigada, obrigada mesmo, a todos vocês. Sou suspeita, mas a Suely é uma japonesinha de fibra, de ação, de fé, de altruísmo, à semelhança de Paulo Paiva, Paulo Coutinho, Bete, Alfredo, Márcia, Nélson, dona Alice, Amélia, Mílton e tantas Marias, Joãos e Josés. Que Deus ilumine a todos.
Abraço, Angela.

====================

O texto acima conseguiu anular toda carga negativa que se abateu sobre mim na noite de domingo, quando convidei outra pessoa a revisitar a página. Ela me disse: "Agradeço, mas não quero ver não, fiquei muito triste com os relatos". E depois daquele dia, a amigona de papos furados de todas as noites desapareceu!
Incrível como uma simples frase dessa, proferida em 30 segundos, pode nos derrubar e para reerguer precisamos de uma página inteira. A situação se assemelha a que ocorre com avc. Um rápido acidente, perda de funções e uma luta incansável para superar, recuperar as funções, reaprender, se reerguer.

Só vocês, bravos companheiros desta luta, e pessoas que vivenciaram situações-limite têm idéia do que é escutar coisas do tipo: "não queria estar na sua pele". Mas só esta grata experiência nos faz perceber o quanto este acidente - na sua vida ou de familiar próximo - nos torna pessoas diferenciadas, verdadeiramente escolhidas por Deus. Só ao chegarmos aqui, percebemos que antes não éramos nada...

Suely

6 comentários:

Elaine dos Santos disse...

Claro que já tive os meus momentos de desespero e raiva; seria uma imbecil se negasse que, muitas vezes, senti inveja dos amigos que podem, nos finais de semana, sair, viajar; seria estupidez negar que sofro com as dificuldades de raciocínio do pai, mas, Angela, é por Deus...Deus colocou este desafio para que eu enfrentasse, para que eu amadurecesse, para que eu desse mais valor à vida... é por Deus, Angela, que estou aqui, firme e forte, quando os ditos amigos e as dores de dentes - os parentes - nos abandonaram...é por Deus e pelo grande amor que sinto pelo meu pai (fruto dos ensinamentos dele e da mãe que me fizeram assim determinada, exigente, teimosa (muitas vezes!)e perseverante... é por Deus, Angela, que superei as críticas, os palpites e aprendi a "me virar"...é por Deus! Agradeço a Ele diariamente, creia nisso...e, contra tudo e contra todos, meu pai está bem, a vitória é dele e de um médico de 75 anos, clínico geral que foi sensível e percebeu, intuiu, o que se passava com ele e como tratá-lo (diz pra mim que Deus não estava lá?!)...e assim vamos em frente, contando, sim, com os novos amigos - reais ou virtuais - que vamos encontrando e eles também são uma benção de Deus. Valeu pelo apoio.

Anônimo disse...

Sabe Ângela,eu sei que na maioria das vezes,nós nos questionamos como estamos dando conta de cuidar,desde marido,pai,mãe,filhos,com AVC,e mais,os deveres domestico,orçamentos,a mudança de rotina com fisio,fono,neuro,TO,e a limitação de tudo.Isso mesmo,limitação.
Isso é uma troca?eu num vejo,pode ser obrigação,tbm não acredito,mais defino como amor-doação.Somos merecidas de elogios?pode até ser,mais não modifica nada,assim como as críticas,pq cada dia é um novo dia.Mas,te falo que como esse apoio de reconhecimento é valoroso e gratificante.Claro que continuamos a mesma,mas serve de suporte,de testemunho,pois não é fácil.Não são pelas tantas as tarefas que a vida passa, e na qual fazíamos,mas o que pesa mais é ve-lo,mais limitado do que nós.Uns de movimentos,como sr. Paulo e outros,no meu caso(do LUIZ),de expressão de sentimento,de desejo,de reconhecimento até mesmo do espaço físico e dos que são caros pra ele,exemplo,filhos,mãe,esposa,irmã,enfim até mesmo a profissão.
Hj,Ângela,nós sabemos e tivemos que aprender,na marra,como aferir pressão,verificar pq está calmo,ou agitado,entender o que quer falar,e ainda por cima de tudo isso,bater de frente com os Doutores,que fazem de seus estudos ,experiencia pro seu nome e de laboratórios.
São válidos as opiniões,sim,são,mas como diz um fisioterapeuta,é como um sucrilhos,são todos AVC,mas diferentes em tudo.
Eu fico feliz,pq vc está segurando a mão,de uma amiga,e assim,fazemos uma corrente,de que DEUS,está conosco,e contigo tbm.Vc verás que dia a dia,os relatos serão de vitórias.Nisso eu creio.
Eu agradeço,as palavras,o apoio e o reconhecimento da valorização do ser humano.
Marcia G.

nelly disse...

Oi,eu me chamo Nely Cristina ...

Minha mãe fez 46 anos em novembro e ela teve um avc emorragico no tronco do cerebro ela se encontra em coma á 2 meses,ela tava respirando com ajuda de aparelhos depois fez traqueostomia mas agora respira sozinha,ela já teve vários tipos de infecções,ela já teve pneumonia,endocarditi que é infecção no sangue,infecção urinaria e agora ta tendo convulsão mas ela naum se debate quando ta com a crise convulsiva,os medicos disseram que isso é ruim mas eles aumentaram á dose do anticonvulsivo..eu sou filha unica ando desesperada vivo a base de calmantes ,naum vejo á hora da minha maezinha sair desse hospital.

nelly disse...

Oi,eu me chamo Nely Cristina ...

Minha mãe fez 46 anos em novembro e ela teve um avc emorragico no tronco do cerebro ela se encontra em coma á 2 meses,ela tava respirando com ajuda de aparelhos depois fez traqueostomia mas agora respira sozinha,ela já teve vários tipos de infecções,ela já teve pneumonia,endocarditi que é infecção no sangue,infecção urinaria e agora ta tendo convulsão mas ela naum se debate quando ta com a crise convulsiva,os medicos disseram que isso é ruim mas eles aumentaram á dose do anticonvulsivo..eu sou filha unica ando desesperada vivo a base de calmantes ,naum vejo á hora da minha maezinha sair desse hospital.

nelly disse...

Oi,eu me chamo Nely Cristina ...

Minha mãe fez 46 anos em novembro e ela teve um avc emorragico no tronco do cerebro ela se encontra em coma á 2 meses,ela tava respirando com ajuda de aparelhos depois fez traqueostomia mas agora respira sozinha,ela já teve vários tipos de infecções,ela já teve pneumonia,endocarditi que é infecção no sangue,infecção urinaria e agora ta tendo convulsão mas ela naum se debate quando ta com a crise convulsiva,os medicos disseram que isso é ruim mas eles aumentaram á dose do anticonvulsivo..eu sou filha unica ando desesperada vivo a base de calmantes ,naum vejo á hora da minha maezinha sair desse hospital.

nelly disse...

Oi,eu me chamo Nely Cristina ...

Minha mãe fez 46 anos em novembro e ela teve um avc emorragico no tronco do cerebro ela se encontra em coma á 2 meses,ela tava respirando com ajuda de aparelhos depois fez traqueostomia mas agora respira sozinha,ela já teve vários tipos de infecções,ela já teve pneumonia,endocarditi que é infecção no sangue,infecção urinaria e agora ta tendo convulsão mas ela naum se debate quando ta com a crise convulsiva,os medicos disseram que isso é ruim mas eles aumentaram á dose do anticonvulsivo..eu sou filha unica ando desesperada vivo a base de calmantes ,naum vejo á hora da minha maezinha sair desse hospital.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.