quantos estao lendo agora

gostou? recomende


terça-feira, 15 de novembro de 2011

SOBREVIVER?

Olá, meu nome é Josenice Avelino Camilo, tenho 36 anos sou natural de São Paulo, mas moro em Taubaté há 12 anos, sou Auxiliar de Enfermagem casada e tenho dois filhos. Filha única, meu pai morreu quando eu tinha quatro anos e minha mãe que mora conosco é a pessoa responsável pelas minhas conquistas.

Vou falar da trágica experiência que estou vivendo. Minha mãe Eunice Avelino Batista de 67 anos no dia 2 de novembro de 2011 feriado de finados começou a sentir fortes tonturas, náusea, vômito e fala enrolada (disartria) foi levada ao Pronto Socorro Municipal de Taubaté o mais rápido possível. Diagnóstico médico – crise de labirintite – medicação: Dramin IM, Captopril. Horas depois continuando os mesmos sintomas, nova avaliação, medicação: Plasil EV, Captopril. No final da tarde com a piora de minha mãe foi solicitado uma Tomografia a ser feita em outro hospital, meado da noite avaliação do Neuro – AVC Isquêmico.

Minha mãe passou a noite toda numa maca, no dia seguinte o médico perguntou se ela estava se sentindo melhor, ela fez sinal com o indicador da mão direita dizendo que sim, pois o lado afetado foi braço e perna esquerda e boca lateral direito, passou receita médica e alguns cuidados em casa (alta).

Passando o final de semana aparentemente bem, um pouco sonolenta, se alimentando devagar, recebendo visitas etc.

Na segunda feira sua aparência já era outra, fiquei preocupada fui atrás do médico, onde o mesmo me pediu para levá-la para fazer um raio-X de tórax, pelo resultado o médico viu e disse que seu pulmão estava limpinho e não necessitava de internação. No decorrer do dia ela estava muito sonolenta e quase não conseguia comer, no começo da noite após o jantar percebi que estava gemente e com a respiração ofegante, chamei a ambulância e voltamos para o PS.

Demos entrada na emergência onde logo foi entubada, sedada e que a suspeita médica era Pneumonia e outro AVC.
Minha mãe ficou dentro da sala de emergência desde segunda-feira até sexta-feira quando realizou em outro hospital nova tomografia onde apresentou um AVC Hemorrágico que segundo o médico afetou a parte responsável pelo sono, ela não está mais sedada, está em coma e o único médico que pode acordá-la é Deus.

Agora a minha luta é conseguir uma vaga em UTI pra ela em qualquer Hospital, pois com todos os pedidos de solicitação de vagas, a resposta é sempre a mesma, não há vaga em nenhum hospital do Vale do Paraíba. Como uma pessoa entubada em coma pode continuar dentro de um Pronto Socorro a mais de sete dias eu me faço essa pergunta, quem puder me responder fique á vontade...

sábado, 12 de novembro de 2011

AVC de tronco


Meu nome é Adriana, tenho 43 anos, e no último mês de julho tive 2 AVCs. Estou começando a contar a minha história em http://avccva.blogspot.com/.



Queria poder contribuir para melhorar a vida de quem está passando por isso, ou que conhece alguém que esteja.   Voltei para casa no dia 8 de agosto, com o objetivo de me recuperar totalmente.  Sei que não é fácil, mas sei que podemos lutar contra o que aconteceu...


Já ando, comecei a mexer o meu braço direito (dominante) e penso que vou me recuperar plenamente no próximo ano!  Motivação não me falta!  Temos que nos motivar diariamente, a verdade é essa, mas tudo é possível.  Meu Avc foi no tronco, e quem saba o que é sabe quais os sintomas.  Fiquei no hospital tetraplégica, mas graças a Deus não me lembro disso!  Com muita fono e fisio estou me recuperando bem!

Não fumava, sou uma pessoa saudável.  Minha pressão é mais para baixa! Estou completamente fora do grupo de risco, mas aconteceu! Vou lutar até o final da minha força para me recuperar!


Adriana

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Ganhando independência após 4 anos

Meu nome é Clovis, tenho 53 anos. Pertenço a uma família numerosa, sendo o mais velho de cinco irmãos. Sou pós-graduado em Engenharia Civil, casado a cerda de 20 anos e tenho um filho.

Durante toda a minha vida tive amigos, era uma pessoa pouco comunicativa, calmo, estressado, feliz. Gostava de trabalhar na minha área, tecnologia e de dirigir. Sempre trabalhei muito, nos meus momentos de lazer gostava de ouvir rock, ir a shows e concertos. Tinha o hábito de beber bebidas alcoólicas e fumar.

Há cerca de 4 anos tive um AVC, foi muito traumático por que minha mulher e meu filho demoraram para me encontrar. Fiquei cerca de 4 meses no hospital, meu lado direito do corpo ficou paralisado, perdi a visão do lado direito e minha linguagem ficou incompreensível, passei por diversos tratamentos tendo enfermeiros em casa, indo em instituições e hoje em dia profissionais de um serviço de homecare visitam meu domicilio regularmente, recebo visitas de fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterepeutas, médicos, enfermeiros e psicólogos, prefiro que eles visitem minha casa pois sinto muita dor, cansaço e dificuldade pelas limitações do AVC, embora sinto falta de sair de casa.

Em todo esse tempo fiquei cerca de dois anos acamado, hoje tenho relativa independência pois consigo andar com minha bengala, me comunico principalmente através de gestos e sons, cozinho minha comida, lavo a louça, cuido da tartaruga, assisto muita televisão, faço passeios com minha terapeuta ocupacional e faço as atividades deixadas pelos profissionais que visitam minha casa. Hoje em dia me considero mais ou menos feliz , no entanto sozinho e perdi a esperança de melhorar mais.

Minha estória foi reconstruída com minha psicóloga na medida em que eu a contei e gostaríamos de compartilha-la e nos comunicarmos com vocês. Algumas vezes lemos juntos as estórias do site e as mesmas despertam todo o tipo de sentimento em mim, gosto de acompanha-los.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.