quantos estao lendo agora

gostou? recomende


segunda-feira, 17 de outubro de 2011

AVC no cerebelo



Eu tinha feito 36 anos em 25/01/2008 e em 05/02/08 sofri o primeiro avc. Fui almoçar na casa de amigos, voltei dirigindo e comecei a passar mal, enjôo, vômitos e diarreia. Fui perdendo a coordenação e a fala também. Dormi, sofri o AVC, no dia seguinte minha mãe foi me ver. Me levaram ao hospital e acharam que eu estava bêbada, me deram glicose na veia. Entrei em coma, minha glicemia baixou, cheguei a glascow 7 (nível de consciência), fui encaminhada ao hospital, referência em neurologia no DF


Fiquei em coma por 18 dias. Quando acordei arranquei os tubos da minha boca, os médicos não sabiam o que havia acontecido, pois eu não me enquadrava num perfil de AVC. Fiquei cega, sem nenhum movimento, não conseguia controlar meus músculos, tinha feito uma cirurgia para colocar uma válvula DVE, tinha tido hidrocefalia também. 


Bem, sou espírita, disse que havia uma legislação que protegia. Queria ir para casa, pois haviam diagnosticado que eu não tinha esperança de recuperação. 


Após 26 de internação tive alta. Fui pra casa carregada e sem conseguir comer. Tinha ainda por cima incontinência urinária, eu estava usando fraldas. Como estou hoje: Levei meses para conseguir comer sólido. 


Meu AVC atingiu o cerebelo do lado direito. Com uns 6 meses tirei as fraldas, já comia sólidos e já caminhava um pouco me segurando nas coisas.


Fui ao neuro, nada de conclusivo, parti pro alternativo. Fiz acumputura, fono, fisio, psicólogo, massoterapia e hoje vejo quase norma, perdi a visão lateral esquerda, ainda tenho a síndrome da mao alheia, mas aprendi a usar o cérebro e quase não tenho mais problemas, não uso fraldas, tenho ainda problemas de equilíbrio. Não posso mais trabalhar, mas cuido de cães, já consigo tosar, tenho um filho de 12 anos, moro só e estou ainda em recuperação, mas estou muito bem obrigada. Tenho muita força de vontade e estou vencendo. Já fui aprovada pela rede de hospital Sarah, estou aguardando ser chamada e não fiquei com seqüelas físicas aparentes, graças a Deus. 

Renata, uma sobrevivente.
Planaltina - GO

6 comentários:

Patricia disse...

Olá,meu nome é Patricia,e,minha mãe teve um avc seguido de uma parada respiratória no dia 30 de junho de 2011 e encontra-se no q os médicoa chamam de coma vigio,com uma escala de glasgow de "6",pelo menos era 6 quando estava no hospital,ela n abria os olhos,n se movimentava e estava toda inchada,hj ela já está em casa,já abre os olhos e meche o globo ocular,é sensível a dores e a toques,tem um pouco de controle da coluna,nós conseguímos colocá-la sentada,ela está traqueostomisada,se alimenta por sonda,mas estamos fazendo algumas vezes a alimentação,água...via oral,e tbm estamos tamponando a traqueo,e ela já chegou a ficar 3 hrs respirando normal pelo nariz,os médicos disseram q se ela ficar 48 hrs tamponada retiramos a traqueo,temos muita esperança.Ela é uma senhora de 71 anos de idade e tem muita força e vontade de viver,e DEUS deve ter um propósito muito bom para deixá-la viver,pois depois de ter um AVC dos dois lados da cabeça,e 20 minutos sem respirar ela está se recuperando,lentamente bem verdade,mas se recuperando.Estou aqui dando esse depoimento,mas tenho fé q logo será ela quem estará aqui contando sua história a vcs,gostaria muito de poder ouvir de alguém q ler essa menssagem q tenha alguma experiência para trocar comigo.

M@r Giov@nia disse...

Que legal pela sua determinação e por ter conseguido avanços significativos.Feliz tbm fiquei pelo fato de vc ja ter conseguido o Sarah,pois acredite,vc terá a terceira etapa.A primeira foi no dia do AVC,a segunda são as superações que sempre são a mais dos prognósticos que os médico lhe dão,e a terceira será sua entrada no Sarah.
Lá num tem segredo,mas tem uma atenção diferenciada em tudo,até mesmo na medicação e no contexto de como são as AVDs.Deus te abençõe assim como tbm seu filho.

MARLENE MATZAK Kielius disse...

Oi Patricia, já faz tempo q vc postou sobre sua mãe, sua história me chamou a atenção, pois meu pai atualmente esta na mesma situação neste momento, e como ela esta hoje, já se passaram três anos, espero que bem, abraços

MARLENE MATZAK Kielius disse...

Oi Patricia, tudo bem, já faz tempo que vc postou sua historia sobre sua mãe, em 2011, mas me chamou a atenção, pois meu pai encontra-se na mesma situação atualmente, e como ela esta hj, espero que bem, me de noticias, abraços, Marlene

Cará Petróleo disse...

Boa tarde, primeiramente desejar que DEUS abençoe a todos que fizeram parte de uma batalha e que hoje graças a DEUS estão bem, assim espero...bom, meu paizão está passando por um problemas desses também, ele é um grande homem e com DEUS em nossos corações que ajudará a batalhar pelo seu 8º AVC, sendo que, desta vez foi o mais grave que ja tinha acontecido, AVC CEREBELO...ele esta no leito de UTI do hospital São Mateus, com os olhos sempre fechados, acreditamos que ele entenda o que falamos, mas não consegue transmitir seus pensamentos, os médicos colocaram uma sonda para urinar e estão querendo traqueostomizar e colocar uma bolsa colostomizada...bem meus amigos a unica coisa que me resta e acredito muito é que DEUS, JESUS CRISTO e NOSSA SENHORA DE FÁTIMA irá trazê-lo de volta para nosso lar, sei que a batalha poderá ser longa, mas a nossa fé e a vontade que ele tem de viver iremos conseguir...abraços a todos e que DEUS nos abençoe.

Anônimo disse...

Em 22 de dezembro de 2013 minha mae amanhaceu com o olho esquerdo vermelho ..fomos ao culto da igreja na parte da manha ,retornando minha mae fez o almoço normalmente. Na parte da tarde por volta das 15:00 ao entrar no quarto dela notei que ela estava me olhando fixamente e franzindo as sombrancelhas sem dizer nada. Nunca havia passado por casos de avc na familia, entao voltei pra sala e terminei de montar um notebook velho. As 16:00 percebi que ela estava cochilando como de costume. As 17:00 percebi que ela novamente ficou com olhar fixo e os olhos bem abertos com as sombrancelhas bem lenvantadas ai perguntei se estava tudo bem e ela disse palavras monossilabas do tipo : e ta doido ..minha nossa ta doi e so ficava nisso e tremia um pouco os braços. Infelismente so conseguir leva la ao medico um dia depois pois ela teimava em nao ir ao medico e eu nunca gostei de contrariar as decisoes da minha mae e a mesma tomava marevan por causa da arritmia do.coraçao tanto que fiquei com medo de dar o marevan pois.fiquei com medo de ser.um avc hemorragico no momento dos fatos relatados. Contudo no outro dia a levei para uma upa onde foi tranferida para fazer uma tomografia e a mesma indicou ser um avc isquemico no lobolo frontal esquerdo. Depois retornando a upa nao mudaram o tratamento dela e inclusive o neuro de plantao disse que ela deveria continuar com o marevan mais nao me deu receita ,ai so nisso ja desconfiei...na upaa apos.um dia intero tentando transferi la e sem sucesso para um hospital eu assinei um termo de responsabilidade e sai com minha mae de la pois ela andava normal apenas ficou confusa e falava muitas palavras repetidas e quando questionada sobre onde mora ? Qual seu nome ? Ela ficava aflita e nao conseguia responder....entao so depois conseguir leva la para um hospital com ala.especifica de avcs com fisioterapeutas .fonaudiologos tomografos a disposiçao...nao sabia qye existia hospital do sus com tal ala. Entao cuidado onde encaminham seus entes queridos pois na maioria esmagadora nao ha pessoal trrinafo o bastante para idrntificar os sintomas.de.avc tanto que o enfermeiro da triagem e ate o medico diziam que minha mae poderia estar com alzheimer ou infecçao ..mesmo eu dizendo quebeka munca tinha ficado assim antes...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.