quantos estao lendo agora

gostou? recomende


sábado, 4 de março de 2017

10 anos de AVC


Olá,meu nome é João Alfredo
tenho 53 anos.Dia 24 de julho farei 11 anos de avc isquêmico.era um pouco obeso,muto estressado,me alimentava mal,tinha pressão alta,não fumava,praticava um pouco de esporte.Numa segunda-feira após um fim de semana muito estressante em que discuti e briguei com todo mundo,ao meio dia senti uma tontura muito forte,e os olhos começaram a ver luzes piscando (como uma luz fluorescente),cai no chão e me levantei. Fui no P.A medir a pressão (14x9),achei que ia melhorar e fui trabalhar a tarde,lá pelas 15:00,fui escrever e a caneta caiu da minha mão,dai senti que havia algo errado comigo,pedi socorro para um amigo que me levou de  volta novamente para o P.A onde o médico constatou que era um avc,mas não quis me remover alegando que o meu ''planinho de saúde'' não cobria a internação e teríamos que dar meia volta. (a cidade fica a 120km da capital e o ''planinho'' era o plano da unimed centro sul). Depois de um tempo descubri que não queria ir pois seu plantão terminaria as 20:00.Após amigos literalmente ameaçarem o médico,ele resolveu remover lá pelas 19:00,não sem antes parar em um fast-food para comprar um lanche. Minha esposa me acompanhou e fui para um bom hospital ''mãe de Deus'' onde foi realizado uma ressonância magnética e constatado um avc isquêmico de caródita.Fui para CTI e fiquei cinco dias sempre lúcido mas com a boca e o lado direito paralisados depois mais cinco dias no quarto e tive alta.Voltei para casa,mas a médica havia dito para minha família que eu talvez voltasse a caminhar mas exercer minha profissão (sou dentista) nunca mais.Tentei fazer fisioterapia mas me irritava e desistia.Quando soube do diagnóstico da médica determinei que em um mês voltaria a trabalhar! E voltei! Em pouco tempo voltei a vida normal,só não jogo mais futebol.Tomo alguns remédios para pressão,colesterol e depressão.Acho que o mais importante e determinar o seu objetivo e ter sempre fé em Deus, A família é de extrema importância pois nos da o suporte para lutarmos.Logo que voltei a trabalhar muitos clientes ficavam receiosos do meu atendimento mas graças a Deus,nunca fiquei inseguro ou temeroso,pelo contrário,faço alguns procedimentos que não fazia antes,que exigem mais calma,mais paciência e atenção. Não posso dizer que mudei 100%,pois ainda quardo muitos dos sentimentos que tinha antes como não gostar de criticas ter preconceito com algumas coisas,preucupaçoes excessivas com coisas matérias.Gostaria de agradecer muito mais a Deus por ter me dado está segunda chance,que para min foi um verdadeiro milagre! Espero que gostem da minha história!!!!
João Alfredo Sevaio (joaosevaio@gmail.com)

Enviar

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.