quantos estao lendo agora

gostou? recomende


sexta-feira, 28 de março de 2014

Um mal que atinge a família toda

Este é o depoimento de alguém que não sofreu um AVC, mas que também adoeceu por conta desta doença, pois o acidente vascular cerebral debilita não só paciente, mas toda a família.
Minha mãe teve um AVC hemorrágico em novembro de 2010, 2 dias depois de sofrer um infarto. Ela ficou um mês em coma e depois mais 3 meses internada em UTI e semi-intensiva. Neste período sofreu 3 cirurgias e em todas o prognóstico médico era o pior, a morte.
Em março de 2011 ela teve alta e desde então encontrasse em casa com assistência de um homecare, pois tem tráqueo, gastro, perdeu praticamente todos os movimentos e não fala mais. Sua única forma de comunicação é com piscar de olhos.
Desde o 1o dia, tento entender o que e porque isso aconteceu com ela e ao longo destes anos descobri que algumas perguntas ficarão sem respostas, mas também que nem tudo o que foi dito pelos médicos era verdadeiro.
Não posso julgar se a vida que ela leva hoje é mais justa do que se ela tivesse morrido numa das cirurgias, mas sei que ela, dentro das condições que lhe sobraram, lutou e continua lutando para se recuperar e também sei que isso só acontece porque ela conta com a ajuda de algumas pessoas da família e amigos que nunca a abandonaram.
A você que está passando pela mesma situação, só posso dizer para que não desanime, não vai ser fácil. Mas a primeira coisa que é necessário entender é que existe um tempo que não é aquele que marca o relógio, onde um minuto tem sessenta segundos, mas um tempo individual, onde o meu minuto poderá demorar uma hora, um dia, um mês...
Independente da sua crença religiosa ou da falta dela, é importante acreditar e ter fé, só assim você poderá viver um dia de cada vez.

2 comentários:

Sandra disse...

Há um mês minha mãe retirou um tumor (benigno) da cabeça e logo em seguida teve um AVCI e realmente é verdade isso que vc disse, nem tudo é como os médicos dizem. Ela segue internada ( já no quarto), mas pra quem o médico desenganou mais que uma vez, já está ótimo. Temos esperanças que ela recupere alguns movimentos já que está totalmente paralisada e o local da cirurgia ainda está um pouco inchado. Fé, é o que nos resta e ampará-la e dar o máximo de conforto possível, mas realmente não é nada fácil ver a pessoa que praticamente vivia cuidando de toda a família ali, deitada, totalmente frágil e totalmente dependente. Mas com a Graça de Deus, tenho certeza que conseguiremos vencer essa batalha. Força minha amiga, pois nossa caminhada está apenas no começo. Um grande abraço. Sandra Marcia Pereira

Anônimo disse...

Há um mês minha mãe retirou um tumor (benigno) da cabeça e logo em seguida teve um AVCI e realmente é verdade isso que vc disse, nem tudo é como os médicos dizem. Ela segue internada ( já no quarto), mas pra quem o médico desenganou mais que uma vez, já está ótimo. Temos esperanças que ela recupere alguns movimentos já que está totalmente paralisada e o local da cirurgia ainda está um pouco inchado. Fé, é o que nos resta e ampará-la e dar o máximo de conforto possível, mas realmente não é nada fácil ver a pessoa que praticamente vivia cuidando de toda a família ali, deitada, totalmente frágil e totalmente dependente. Mas com a Graça de Deus, tenho certeza que conseguiremos vencer essa batalha. Força minha amiga, pois nossa caminhada está apenas no começo. Um grande abraço. Sandra Marcia Pereira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.