quantos estao lendo agora

gostou? recomende


domingo, 12 de junho de 2011

Esperança de uma filha


Meu nome é Maria tenho 22 anos e a minha história é um misto de milagre mas também de revolta,o porque de isso ter acontecido com um homem de hábitos tão saudaveis como meu pai,vou tentar explicar o que aconteceu.

No dia 3/05/2011 o dia por sinal,o qual eu nunca irei esquecer, sou acordada pela minha mãe com a notícia que meu pai sofreu um AVC.

Eu não moro com ele mas somos bem próximos,inclusive no dia anterior que foi uma segunda ele tinha ido me buscar na faculdade e estava normal como todos os outros dias, eu nunca poderia imaginar que o pior momento de nossas vidas estava perto de acontecer, a mulher dele não sabe que horas ele sofreu essa isquemia,e nem o motivo se assim posso dizer, ele não se queixava de dores fortes de cabeça nem nada,ele estava bem quando foi dormir,pois bem,na terça, quando ela foi chamá-lo pra tomar café ela o encontrou mole,com os olhos abertos mas sem reação alguma,imaginem o desespero que foi, ela o levou para um hospital isso era umas 6:30 da manhã e seu estado era preocupante,foi constatado na hora que ele havia sofrido um avc mas não se sabia a gravidade nem o dano que havia causado,nunca vou me esquecer na hora que cheguei no hospital e o vi naquela maca,me lembro daquela dor até hoje,não faz muito tempo eu sei,mas são 39 dias com o único pensamento na cabeça, o porquê de isso ter acontecido com ele.

Ele passou 7 dias na uti e durante esse tempo os médicos não conseguiram descobrir o que ocasionou esse avc,apenas o que foi constatado é que ele teve uma isquemia cerebral no lado esquerdo do corpo de grande extensão e que a chance de que ele sobrevivesse era de 1%,a certas "doenças" como as de coração e as na cabeça que ser "jovem" pesa contra, e avc é uma delas,meu pai é um jovem senhor de 52 anos que não bebe,não fuma e praticava regulamente exercícios físicos bem como tem uma alimentação muito saudável e ia regularmente ao médico ou seja, não conseguimos entender o porquê de isso ter acontecido.

Após esse tempo na uti no qual ele já estava consciente,(na minha opnião desde o primeiro dia pois eu senti que ele me reconheceu apesar de ele não poder falar) ele passou mais 2 semanas no hospital e durante esse tempo ele não fez nenhum som mas aparentava estar melhor a cada dia quando vem a grata surpresa, ao ter tido alta e chegado em casa ele começou a balbucear palavras de dificíl compreensão mas pelo menos era sua voz que não escutavamos a 3 semanas e eu temia que ela apenas ficasse na minha memória e eu pudesse esquecê-la.

Hoje, já fazem 39 dias que ele sofreu o avc,ele não sente o lado direito do corpo e continua com a fala prejudicada às vezes, ele ri comigo porque eu tento adivinhar o que ele diz mas quase sempre eu erro mas eu vejo que ele muita vezes se entristece por estar nessa condição,um homem tão ativo,dinâmico,trabalhador estar nessa condição e não saber se vai ficar bom lhe entristece demais e isso me dói muito,o meu medo é que ele fique com sequelas porque eu sei que se isso acontecer ele vai cair em depressão e vai definhar aos poucos,nós, a família e os amigos damos todo o apóio possível a ele,nunca deixamos ele desanimar,eu brinco que ele está proibido de ficar de "banzo" pois tristeza só faz mal mas é complicado,por ainda tomar vários remédios,inclusive anti-depressivo eu não sei se sua memória e o seu raciocínio foram afetados,rezo todos os dias para que isso não tenha acontecido.

Isso é um pouco do que estou vivendo com o avc do meu pai,a esperança que ele vai ficar bom é a única coisa que tenho,todos o dias me pergunto como isso ocorreu,é provação,é destino,fatalidade não sei,eu só queria que alguém me dissesse que pode demorar 1 ano mas ele vai ficar bom do jeitinho que ele era,nem melhor, nem pior. Eu só quero isso,ver ele fazendo as brincadeiras que ele tanto fazia e sendo feliz,porque só assim eu também terei a minha felicidade de volta. 

11 comentários:

tiago disse...

Sei bem o que vc esta sentindo , meu marido tem 30 anos e esta com as mesmas sequelas que seu pai, hj depois de 8 meses e lesão ele fala melhor anda com auxilio de bengala e faz quase td sozinho, vou te dizer que o inicio foi muito dificil temos apenas 2 anos de casados e um filho de dois anos, estou gravida de 5 meses, e posso lhe afirmar que a vida continua td passa , demora mas eles se recuperam a familia é muito importante, tenha fé, vou deixar meu e-mail particular para trocarmos experiencias....
amarilis.milla@hotmail.com

Bjus e fique com Deus

Florinda disse...

Eu estou sofrendo demais, pois tenho 23 anos e no sabado passado meu pai sofreu um AVC.
Ele esta na UTI, com ajuda de um aparelho respiratório (nao esta entubado) e com ajuda daquela sonda por onde passa a comida.
Aconteceu na parte esquerda e ele esta muito sonolento, o que me preocupa mto mais.
Ele nao abre totalmente os olhos, mas as vezes meche as duas pernas e as duas maos.

Acho que o que foi mais afetado foi a face, porque quando ele esta mais agitado ele tenta falar mas nao consegue.

Uma das coisas que mais me preocupa também é a idade, pois ele tem 72 anos.

Gostaria muito de trocar mais informaçoes com vcs.

meu email eh
flora_rvs@hotmail.com

Bjs

Carminha Vesper disse...

Se o AVC de seu pai foi isquemico a chache dele ficar totalmente recuperado é muito grande.Meu esposo teve um na vespera do carnaval,percebeu os sintomas logo(ele é medico,)e fomos para o Hospital.O problema é que estavamos viajando e o Hospital mais proximo com UTI ficava ha 45 minutos de distancia.No caminho ele foi piorando muito.Ficou mal por dois dias e aos poucos foi recuperando.Dois meses depois estava trabalhando,sem sequelas.MAS dia 08 deste mes teve um hemorragico.Ainda está na UTI e só agora se livrou dos aparelhos.O quadro é grave mas tenho fe em Deus que ele vai conseguir novamente.Sei que desta vez não vai ser tão fácil.Mas CREIO que com muito amor e paciencia a gente consegue.Boa sorte para seu pai.Carminha

Aleff araújo disse...

'.' Sei bem a dor que vc está passando, hj faz 28 dias que meu pai está internado no HGF. é muito complicado isso, não derruba só seu pai maás tbm a sua familia toda. todos os dias eu e meu irmão vamos visitar ele no HOSPITAL, ele já está falando mais com muita dificuldade, os olhos ainda estão um pouco desconcentrados, está magro, mais aos poucos e a cada dia que passa ele vai melhorando um pouco, GRAÇAS A DEUS.

Odele Souza disse...

Não sei o que dizer para te consolar, porque algumas coisas que nos acontece na vida não tem consolo. Não há palavra que elimine essa dor por ver alguém querido sofrer um acidente, um dano, uma sequela. Mas gostaria de te pedir que seja forte. Por você e por seu pai. A força você a encontrará dentro de você mesma. Sua força fará toda a diferença na qualidade de vida de seu pai que neste momento está fragilizado e precisa de cuidados, carinho, atenção. Precisa de amor.

Também não consigo entender porque acontece coisas ruins com pessoas boas, enquanto tanta gente ruim continua por aí a fazer suas maldades. Mas mesmo sem entender, acredito que só o amor nos salva. A nós e a nossos entes queridos fragilizados por um acidente que lhes tirou a saúde.

Estou torcendo por você e por seu pai.

Um forte e carinhoso abraço.

Claudia disse...

OI, meu nome é Claudia e tb tenho o meu pai com avc a 3 meses.Estou revoltada, tem dias que acho que não vou aguentar.
Não saiu para passear e as vezes isso me faz falta.
Sofro todos os dias, mas quero acreditar que tudo vai passar.
Ele já consegui andar faz fiosioterapia todos os dias, só a fala que ainda não voltou.
Peço a Deus que tudo passe logo.
è muito difícil.

Sorte e muito amor a todos nós.
Claudia - Ribeirão Preto.

Anônimo disse...

Claudia,

Para essa situação de você se queixar dessa maneira sobre a falta de liberdade para sair, após três meses de AVC do seu pai, sendo que ele já teve alta e está em casa, em plena recuperação, repito aqui uma frase do Paulo Paiva, cuja postagem é a primeira deste blog: "Você está falando de goteira para Noé!" Sabe o que isso representa para pessoas que vivem essa situação há ANOS. Muitos deles em hospital ou em coma em casa? Tenha paciência que logo você vai poder passear. E quem ficará mais feliz é seu pai.
Suely

Maria(autora do texto) disse...

Obrigada pelas palavras de vcs sempre venho ler pq tem horas que eu não aguento,é complicado demais essa fase,há dias que meu pai está muito desanimado e eu faço o que posso para ajudá-lo mais é complicado tem horas que dá até vontade de chorar mas eu tento me lembrar o que minha mãe me disse que não é pra eu ficar triste pois a maior graça é ele está vivo e esses problemas são dificuldades que juntos vamos superar.

Anônimo disse...

Há 5 anos atrás minha mãe na época com 60 anos teve um AVC. Ficou 10 dias na UTI, 3 em coma e 1 mês no Hospital. Quando saiu não andava, usava fraldas e não se alimentava sozinha e ainda tinha implantada no cérebro uma válvula para drenagem do líquido cefálico. Fiquei desesperada, sou filha única e na ocasião vivíamos só eu e ela. Rezei muito e Deus que não abandona ninguém, colocou no nosso caminho o Dr. Paulo que foi muito mais que um médico e hoje minha mãe é uma pessoa normal: vai a todos os lugares sozinha e nunca mais teve qualquer problemas. Ficamos muito mais unidas eu e minhas tias e primos. Hoje, moramos eu, minha mãe e 3 tias, juntas e nos ajudamos o tempo todo. Assim, minha amiga, no começo é tudo muito difícil, mas tenha fé pois Deus certamente tinha um motivo e não nos cabe questionar e sim pedir que ele nos dê forças pois nossos doentes precisam muito da gente. No futuro certamente você saberá porque isto aconteceu. Coragem, paciência e muito amor. Seu pai vai ficar bom novamente. Fique com Deus.

quali disse...

OLA,LENDO ESTES DEPOIMENTOS,AUMENTA AINDA MAIS MINHA FÉ. MINHA MAE SOFREU UM AVC DIAS 24/06/2011. ESTA COM O LADO DIREITO PARALISADO, E NAUM FALA. MAS ACREDITO MUITO NA SUA RECUPERAÇÃO, PELO MENOS PARCIALMENTE. FOI UM AVC ISQUEMICO. SEGUNDO OS MEDICOS MUITO FORTE. HOJE LEVAMOS NO NEUROLOGISTA (outro para uma segunda opiniao), ELe DISSE QUE O FATO DE ELA ESTAR VIVA, JA É UM MEIO MILAGRE. entrei ne site, procurando como posso ajuda-la ainda mais, o que posso fazer para que ela tenha uma vida normal. Ainda esta bem nitido na minha memoria, celular despertando para dar o remedio as 02 horas da manha e ela dizendo que eu naum precisa levantar que ela ja tinha tomado o remedio: foi assim ela perguntou: este despertador e para tomar o remedio? eu respondi sim ela disse pode deixar eu tomo sozinha, levantou tomou e deitou-se novamente. Foi a ultima vez que ouvi voz dela nitida. As 04:40 ela foi ao banheiro e quando foi as cinco, levantei-me fui ve-la, já tinha sofrido o avc. meu DEUS que loucura desde então.

Bilu disse...

me solidarizo com voce, tambem estou sem saber o que fazer pois minha mae tbem deve um avc e esta de cama a 10 dias,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TRANSLATOR

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Edit this page (if you have permission) | Report abuse Google Docs -- Web word processing, presentations and spreadsheets.